segunda-feira, 30 de maio de 2016

Caixote de morangos reciclado



Como falei aqui ontem, resolvi reciclar um caixote daqueles dos morangos, em madeira. Acho piada ao seu formato e tamanho.
 Quando vou à fruta nunca acerto na quantidade de modo a que caiba no cesto onde a arrumo, ficam sempre umas quantas peças irritantes que depois acabo por pô-las numa taça qualquer. Quando este ano, pela primeira vez comprei um caixote com os morangos, fez-se luz e pensei que era giro para apoio para arrumar as irritantes frutas... 
Há tempos atrás fiz umas molduras dos mesmos lá para a aldeia.
Não sou grande artista no que toca a pinturas mas apesar de não estar uma perfeição, até que ficou engraçado.






 Quando está vazio fica no cantinho da cozinha.









domingo, 29 de maio de 2016

Prateleiras pequenas para a despensa




Gosto muito de ter especiarias de várias qualidades, desde que descobri a secção do Jumbo em que se compram avulso deixei de comprar os frasquinhos pequeninos que se gastam num instante e são muito mais caros. Pensei em arranjar maneira de aproveitar o espaço de uma parede da despensa para por umas prateleiras para o efeito. Descobri  no IKEA as ideais e a bom preço. Hoje depois de almoço foi por mãos à obra. O homem colocou-as e eu personalizei-as com uma pintura, como gosto de fazer às minhas coisas.




Além das especiarias posso guardar os frascos com os nossos chás de eleição, sementes  e outras embalagens de miudezas.



sábado, 16 de abril de 2016

Pequenas mudanças


Ando há algum tempo a pensar fazer umas mudanças pequenas nas casas de banho,queria mudar algo mais substancial, mas como agora não é a hora certa, resolvi fazer só as mudanças mais pequenas e mais tarde atacarei o resto maior. O meu móvel de lavatório foi comprado há cerca de 15 anos, na altura era o "máximo", agora já não seria aquele que escolheria, de qualquer modo não o quero substituir porque está impecável nem um risquinho tem, não somos muito de estragar. Só quero tirar-lhe a parte de cima onde está o espelho com uma prateleira tudo pegado,  quero tirar aquilo e comprar um espelho simples com boa iluminação, já sei precisamente o que irá lá parar mas  na hora certa.
 Por agora, limitei-me a comprar umas prateleiras para a parede da frente para dar um ar diferente à casa de banho e para poder ter algumas coisas com mais espaço, ou seja dar-lhes ar.


 Um cesto novo para os frascos maiores dos produtos de higiene e beleza que ficou sobre o armário que fica atrás da porta, coloquei o quadro que tinha na parede da frente na parede por cima do mesmo, é um quadro bordado  a ponto cruz que já fiz há uns 20 anos, impensável desfazer-me dele, foram muitas viagens de barco para Lisboa a caminho do trabalho, fiz este e outro que ofereci à minha irmã. 



Mais um cortinado novo para a banheira, e, na verdade a casa de banho ficou muito diferente e todos gostamos bastante do resultado.




segunda-feira, 11 de abril de 2016

Coisas que me lembro de fazer.


Comprei no IKEA uns poisa chávenas em cortiça, que cá em casa funcionam muito com chávenas de chá e café que normalmente bebemos ao serão na sala. São muito bons especialmente porque não escorregam nos tabuleiros. O defeito é serem em cortiça sem qualquer tratamento o que permite a  absorção de tudo o que lhes cai em cima, ficando depois bastante feios devido às manchas.
Um dia destes lembrei-me de os pintar e de forrar os fundos com alguns recortes de revistas velhas, depois impermeabilizei-os com cola branca de madeira que tem a particularidade de ficar transparente depois de seca. Ficaram engraçados, tenho que comprar mais , vou escolher uns tecidos bonitos e fazer mais uns quantos diferentes.





 Sempre com invenções...

 

quarta-feira, 6 de abril de 2016

Falando de pufes.


Tinha um pufe  há bastante tempo, estava em muito mau estado, é de pele sintética e a minha gata fez alguns danos e outros o desgaste. Andava a pensar estufá-lo mesmo à seria mas o trabalho que daria pensei que não justificava, assim posso tirar a forra sempre que precisar de ser lavada. Comprei um tecido que penso ser resistente e lá meti mãos à obra. Correu muito bem mas deu um certo trabalho confesso.






Com a pele por cima fica muito fofo, e sabem protege o pufe da gata, como a pele é verdadeira  cheira a carneiro coisa que ela não deve gostar pois nunca se lá deitou , ao contrário de outra sintética que tenho em que ela adora dormir.


,

segunda-feira, 28 de março de 2016

Experiências que resultam


Andava há muito tempo para comprar no IKEA uma tábua de cozinha daquelas que correm na bancada. Queria muito tê-la porque a minha bancada não é muito comprida e como o lava loiça é de duas cubas, o espaço de uma das cubas por vezes faz-me falta, especialmente quando tenho que cozinhar e fazer doces para as festas cá de casa. No passado sábado lá a comprei e realmente é óptima para o fim a que a destinei. Desliza muito bem na bancada e tapa a cuba na perfeição acrescentando a bancada como eu queria. As tábuas lá têm um preço bastante convidativo , só  que depois têm um óleo para as hidratar que custa neste caso o  mesmo que a tábua.



 Como eu quero esta tábua bonita pois não a vou utilizar como tábua de corte, para isso já tenho as minhas, gostava de a ver bem hidratada, mas sinceramente não me estava a apetecer comprar o óleo ao preço que ele tinha e sobretudo sabendo que o óleo mineral é um derivado do petróleo o que me agradava ainda menos visto a tábua ter contacto com alimentos, possivelmente será uma das minhas esquisitices mas pronto. Estava a olhar para o óleo e a comentar isto com a caçula e ela  aconselhou-me (sim porque as filhas também aconselham as mães), a não comprar e utilizar o nosso óleo de côco. Assim fiz, dei-lhe uma camada e o aspecto mudou logo, dei a segunda e ficou muito melhor. Amanhã vou dar uma terceira camada.  Ficou mesmo muito bonita e bastante impermiável.



 

domingo, 27 de março de 2016

Mais um aniversário ...


O tempo vai passando e se nós fazemos de conta que isso não nos afecta, ninguém se iluda porque afecta mesmo! é claro que no meu caso não faço disso um motivo para a minha vida se tornar infeliz e não ser a pessoa que sempre fui, alegre, descontraída e quase sempre optimista, penso que ninguém não terá os seus momentos de desânimo e até amargura. Eu  já os tive e lá dei a volta o melhor que consegui ...
O tempo é engraçado porque à medida que somos mais velhos parece que cada vez passa mais depressa.
 No meu caso que tenho uma vida bastante ocupada, dou assistência às minhas três netas o que faço com muito prazer e amor. 


 Os dias entre o chegar delas cá a casa, as idas para a escola cada qual com seu horário, os almoços cada uma de sua vez, não esquecendo a pequenina que quando chega a hora de comer pára tudo ... que agora é ela!!! a lida normal da casa que tento ter sempre o mais organizada e limpa possível, as roupas, as comidas que uma gosta e a outra não, tenho que me organizar para na hora do almoço não haver confusão com o não gosto disto ou daquilo, o tempo é pouco para o almoço e tento facilitar, o que é bom para elas e sobretudo para mim... tudo isto faz com que o tempo pareça que corre. Quando finalmente as meninas vão para casa delas, por volta das 18 ou 19 horas, é tempo de pensar no jantar e fazê-lo. O serão é o meu momento zen, faço o que me apetece, vejo televisão , oiço música, viajo pela internet e faço os meus trabalhos (agora ando preguiçosa..) tento ao serão pôr a minha cabeça em ordem para me preparar para o dia seguinte em que tudo começa de novo. Não posso esquecer de mencionar as minhas tardes enquanto a Isaurinha dorme a sesta , fico aqui no sofá ao pé dela aproveitando para ver as minhas séries preferidas que tenho gravadas para este fim, também são momentos de descontracção. Quando não me apetece ver televisão , dedico-me à leitura que anda muito atrasada em relação ao que me tinha proposto para este ano, espero durante as férias pô-la em dia. 
Tudo o que já aqui mencionei é o lado mais trabalhoso do dia porque depois existem os momentos de conversa com as minhas meninas, que são por vezes hilariantes, outros mais sérios e outros ainda só de mimos e mariquices... não esquecendo a dança que fazemos muitas vezes, com elas a troçarem de mim...
As mais velhas são completamente diferentes uma da outra, se uma é cabeça no ar, a outra é preocupada de mais, mas uma coisa têm em comum adoram as duas brincadeira, e como brincam as minhas meninas aqui em casa... a pequenita já vai pelo mesmo caminho, adora brincar às escondidas comigo , com o avô e com a tia Marta.
Tudo isto já foi vivido há anos atrás com os meus filhos, embora com as netas haja mais tempo, porque na época dos filhos ambos trabalhávamos e só quase à noite estávamos com eles, tentando aproveitar ao máximo esse tempinho até à hora dos deitarmos.
Nos fins de semana as meninas estão com os pais, para podermos descansar e para os pais desfrutarem da companhia delas o que é muito importante para eles e sobretudo para elas. 
Com esta conversa toda afastei-me do tema que queria abordar, mais um aniversário passei, 63 anos que passaram tão depressa que por vezes me custa a acreditar... mas aqui já cheguei, agora quero chegar ao 64 e depois aos 65 e depois aos 66 e por aí fora sem parar...eheheh!!!!

De todas as prendinhas que recebi hoje tenho que mostrar esta que foi para mim a mais fofinha, sem desprestígio de todas outras.Uma caixinha de jóias com um passarinho amoroso.
O  dia de ontem foi muito bom, um dia simples passado em família,  pena que não tive os meus meninos todos comigo mas eles também precisam de viajar e aproveitar as oportunidades para o fazer, de qualquer modo não estive só , com o meu marido, a filha mais nova e o namorado, a minha mãe , telefonemas dos familiares que não estavam, de amigos, de uma grande amiga de infância que não vejo há tanto tempo e que tive o prazer de falar com ela hoje, enfim um dia cheio que me deixou bastante feliz.





Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...