terça-feira, 5 de julho de 2011

Recordações de infância...





Das viagens que tenho feito todos os fins de semana à Abrançalha, vou sempre a Alferrarede a um supermercado, onde utilizo o mesmo caminho que quando em miúda utilizava  para ir para a escola. Frequentei aquela escola  até à antiga 3ª classe, era a Escola Primária para os filhos dos funcionários da antiga CUF e UFA, hei-de fotografa-la porque desta vez esqueci-me.

Eu e os meus pais habitávamos uma moradia alugada numa Quinta enorme conhecida pela quinta do Sr. Paulino que vivia em Abrantes, e tinha ali um casal a tomar conta da quinta de onde vendiam de tudo desde os legumes às frutas, galinhas, patos, cavalos,etc. Tinham como cães de guarda uns Serra da Estrela enormes, mas que estavam sempre presos.

A quinta era linda a nossa moradia  era geminada com outra onde vivia outra família, tinham na frente umas varandas cheias de roseiras lindas de várias cores.Na frente haviam canteiros de violetas e jarros amarelos que eu adorava mas que não podia sequer mexer.

Passava o tempo a brincar pela quinta sempre atrás da Srª Quitéria que era a quinteira nome que se utilizava por aqueles lados, os empregados encarregues da quinta eram os quinteiros.
Claro que a quinta já não existe, deu lugar a um Retail Park, muito comum,  é a evolução dos tempos, os herdeiros não tinham a vida vocacionada para a agricultura e venderam.
Quando ali passo, falo sempre com o meu marido dos momentos de infância tão felizes que ali vivi.


Portão de entrada para a propriedade do Solar
Solar muito degradado mas com os azulejos muito bonitos e quase todos no lugar
Mais à frente existia e ainda existe um Solar que na altura era um asilo de meninas orfãs e desprotegidas,a mágoa que me dava quando ali passava e as via a brincar no quintal do solar todas vestidas de igual, com uns bibes horríveis todos iguais e elas todas de cabeça rapada para prevenção de praga de piolhos que naquela altura era muito frequente, mas o que me marcava era o ar triste que se via nas suas carinhas sujas e de quem não era bem tratado, aquilo fazia-me tanta confusão que falava frequentemente com a minha mãe sobre as meninas do asilo.
Claro que o asilo fechou há muitos anos, mas o Solar ainda lá continua abandonado , o que é um crime, porque é lindo só em azulejos tem ali um valor cultural enorme, não sei quem é o proprietário, mas penso que nestes casos as Câmaras Municipais deviam fazer alguma coisa, aquele edifício dava para fazer um Museu, uma Biblioteca ou qualquer outra coisa relacionada com a Cultura é pena que não se preserve o que temos de valor por este País fora.

Fotos de A.C.Lopes (marido)


4 comentários:

  1. tens que comentar quando e que vais ao WC ahaha

    ResponderEliminar
  2. serás deste mundo ou da casa dos segredos!!!!há muitos cromos.

    ResponderEliminar

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...